Como ser saudável: 9 dicas fáceis para um estilo de vida mais saudável

Todos nós queremos saber como ser saudável, mas parece um objetivo tão elevado. Preparar-se para fazer mudanças saudáveis ​​no estilo de vida pode ser simultaneamente inspirador e intimidador. Quero dizer, onde você começa mesmo? Você precisa revisar toda a sua vida de uma só vez? A resposta, você pode ser feliz em saber, é: não. Quando se trata de adotar novos hábitos saudáveis ​​e fazê-los aderir, há muitas pequenas coisas que você pode fazer que farão uma grande diferença a longo prazo (e não deixá-lo louco no processo). Em vez de tentar melhorar a sua saúde com uma enorme reformulação, experimente estes nove movimentos pequenos, praticamente indolores, para obter resultados duradouros.
1. Coloque suas refeições para trás.
As pessoas muitas vezes se acumulam nos carboidratos, depois migram para a proteína e, em seguida, completam tudo com uma pequena quantidade de vegetais no espaço que resta. Em vez disso, vá em ordem inversa, Abby Langer, RD, proprietária da Abby Langer Nutrition em Toronto, diz SELF: Encha metade do seu prato com legumes, depois divida os quartos restantes entre proteína e amido, idealmente algo feito de carboidratos complexos em vez de refinados, como arroz integral.
Servir dessa maneira ajuda a garantir que você consuma as porções diárias recomendadas de vegetais (pelo menos 2 ½ xícaras, diz o USDA), além de aumentar o consumo de fibras e os níveis de hidratação graças ao teor de água dos vegetais.
2. Coloque sua comida longe quando você terminar de servir você mesmo.
‘Qualquer um vai comer mais se a comida estiver olhando para eles’, diz Langer. Sempre sinta-se à vontade para pegar mais, se estiver realmente com fome, mas, desse modo, você saberá que é por causa de uma necessidade física por mais comida em vez de pura conveniência ou tentação.
3. Beba um copo de água antes de cada refeição.
Beber a quantidade de água que você precisa por dia é necessário para que todos os sistemas do seu corpo funcionem sem problemas, mas também irá evitar que você coma demais devido à fome, tornando mais fácil uma abordagem mais consciente de suas refeições, diz Langer.
4. Para dobrar o mindfulness, mastigue cada mordida antes de engolir.
A lista de “razões pelas quais você precisa desacelerar seu rolar ao comer” é tão longa quanto o seu braço, explica Langer. Comer comida pode levar ao inchaço por causa do ar extra que você está engolindo, desse sentimento muito completo, porque você não dá ao seu corpo a chance de processar a saciedade antes de limpar o seu prato, e de perder completamente o sabor delicioso. a comida é realmente.
Você pode escolher um número de mastigações para cumprir por mordida, como 20, ou você pode optar por uma abordagem menos organizada, como garantir que está engolindo naturalmente, não engolir em seco para engolir apenas bocados mastigados.

5. Chame a comida de “saudável” e “menos saudável” em vez de “boa” e “ruim”.
“Quando as pessoas rotulam a comida como ‘boa’ e ‘ruim’, isso se traduz em um julgamento de si mesmo – se você come ‘boa’ comida, você é uma boa pessoa, se você come comida ‘ruim’, mal comportado ”, diz Langer. Isso não poderia estar mais longe da verdade, então pare de se colocar em um tempo emocional apenas por causa do que você come.
‘Na verdade, nenhum alimento é realmente ruim e nenhum alimento é realmente bom – alguns são mais saudáveis ​​do que outros’, diz Langer. Reprogramar seu pensamento dessa maneira provavelmente ajudará você a aprender a arte de se entregar à moderação em vez de consumir alimentos ‘ruins’, além de ser uma maneira melhor de se tratar.
6. Para cada hora que você passa sentado, levante-se e caminhe apressadamente por cinco minutos.
Ficar sentado o dia todo não é bom para a sua bunda ou para o seu coração. A atividade física é extremamente importante para a sua longevidade, e tudo isso se soma à especialista em saúde da mulher, Jennifer Wider, M.D., diz ao SELF. Às vezes, pode parecer impossível se encaixar em uma tonelada de exercícios quando você não está acostumado, mas o movimento apimentado ao longo do dia é muito mais viável.
Por exemplo, se você seguir essa regra enquanto está sentado durante oito horas por dia, você vai acabar andando por 40 minutos, colocando uma depressão recomendável na recomendação mínima de 150 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada por semana.

Leia também: Megacil funciona
7. E se alguns tipos de exercício lhe parecerem terríveis, faça outra coisa.
Sim, dançar para Beyoncé em casa conta como exercício. Será que vai queimar tantas calorias quanto uma aula intensa de boot camp? Não. Mas é sobre escolher exercícios que você realmente goste o suficiente para continuar fazendo, não o tipo que faz sua alma querer morrer, mas tem o máximo de retorno calórico imediato, Michelle Segar, Ph.D., diretora do Sport, Health, e Pesquisa de Atividade e Centro de Políticas da Universidade de Michigan e autor de No Sweat! Como a ciência simples da motivação pode lhe dar uma vida de aptidão, diz SELF.
Eis a recomendação de Segar: “Venha a partir de um ângulo de curiosidade e diga: ‘Que tipos de coisas positivas me sentiriam motivados a fazer?’” Esse tipo de abordagem ajuda você a ser honesto consigo mesmo sobre a origem de sua motivação (você também pode leva

Fonte: https://www.valpopular.com/megacil-funciona/

Como ter estilos de vida saudáveis?

Publicado por Esboçando Galenia

Definido como os processos sociais, tradições, hábitos, comportamentos e comportamentos de indivíduos e grupos populacionais que levam à satisfação das necessidades humanas para alcançar o bem-estar e a vida.

Os estilos de vida são determinados pela presença de fatores de risco e / ou fatores de proteção para o bem-estar; elas devem ser vistas como um processo dinâmico que não é composto apenas de ações individuais, mas também de ações de natureza social.

Estilos de vida saudáveis ​​ou comportamentos protetores ou fatores da qualidade de vida, que ao assumi-los ajudam a prevenir desequilíbrios psicossociais, espirituais e mantêm o bem-estar para gerar qualidade de vida, satisfação de necessidades e desenvolvimento humano

Alguns estilos de vida saudáveis ​​podem ser:
Tenha um senso de vida, objetivos, plano de ação.
Manter o sentimento de pertença, a identidade.
Manter a autodeterminação, o autogerenciamento e o desejo de aprender.
Proporcionar afeto e manter a integração social e familiar.
Comunicação e participação a nível familiar e social.
Promover a convivência, solidariedade, tolerância e negociação.
Acesso a programas de bem-estar, saúde, educação, culturais, recreativos, entre outros.
Segurança social em saúde e controle de fatores de risco: obesidade, vida sedentária, tabagismo, alcoolismo, abuso de drogas, estresse, hipertensão, diabetes.
Capacidade de autocuidado
Ocupação do tempo livre.
Segurança econômica.
A estratégia para desenvolver esses estilos de vida saudáveis ​​é o compromisso individual e social; Convicto de que só assim as necessidades fundamentais são satisfeitas, a qualidade de vida é melhorada e o desenvolvimento humano é alcançado em termos da dignidade da pessoa.

Relação mente e corpo
Essa relação se refere às diferentes interações entre pensamentos, corpo e mundo externo.

Existem múltiplos fatores que afetam nosso dia a dia, como costumes (tabagismo, álcool, etc), colesterol e / ou açúcar, estresse, estilo de vida e, em geral, o ambiente em que vivemos.

A gestão da saúde da pessoa deve ser abrangente, não apenas focada no corpo e em suas doenças, mas tentando modificar ou adaptar o ambiente externo às nossas características. Por exemplo, uma pessoa com pressão alta tratada com medicamentos e controles bem desgastados, mas nos esquecemos de ver como está sua dieta, se eles fumam, lidam com o estresse, com pouco exercício; Isso pode alterar os bons resultados da medicação e continuar sua hipertensão.

É importante acreditar em si mesmo. Em sua própria capacidade de controlar sua saúde, isso é essencial para conseguir mudanças.
Relação de atividade física e saúde
O corpo humano é projetado para desenvolver atividade física. Um corpo em boa forma funciona melhor em todos os sentidos. A atividade física diminui o risco de sofrer de certas doenças. Boa condição física e controle de peso podem retardar a progressão de doenças cardíacas, hipertensão, diabetes, artrite, etc.

Quando há excesso de peso, o coração funciona mais, e isso pode produzir pressão alta.

Exercer, além de fortalecer o coração, melhora o sistema respiratório, dá força muscular, flexibilidade, reduz a gordura corporal, melhora o humor, reduz o estresse e melhora a auto-aceitação.

Relação de hábitos alimentares e saúde
O termo hábitos alimentares, expressa um conjunto de costumes que determinam o comportamento do homem em relação aos alimentos. Ela varia da maneira como os homens geralmente selecionam a comida para a maneira como a consomem ou a servem às pessoas cuja comida está em suas mãos.

Este é o tipo de feijão que é comprado, a maneira de cortar a cenoura, adicionar sal ao leite para ferver logo, comer formigas, servir a sopa primeiro, enfim, todo o comportamento humano relacionado à comida. ela se repete ao longo de nossas vidas e é freqüentemente compartilhada, não apenas na família, mas dentro do grupo social e étnico em que vivemos.

Os hábitos alimentares identificam o grupo que os compartilha. Esta maneira de tratar os alimentos varia de acordo com os fatores que os originam: geografia, tradição, religião, prestígio social.

Os bons hábitos alimentares adquiridos na infância, o consumo adequado e equilibrado de alimentos têm um impacto sobre qualquer atividade que é realizada.

A nutrição adequada começa em tenra idade, incluindo na dieta os alimentos apropriados às condições do indivíduo

Não se esqueça de que “os sintomas físicos são influenciados por pensamentos, sentimentos e comportamentos e, inversamente, pensamentos, sentimentos e comportamentos são influenciados por sintomas físicos”

Saudável comer uma alternativa saudável
É o equilíbrio físico e mental do indivíduo; Depende de muitos fatores, incluindo herança, exercícios e esportes, boa nutrição e o desejo de se sentir bem.

Leia também: Dermaroller funciona

A nutrição é um dos fatores mais importantes para ter um ótimo estado de saúde.

A nutrição inadequada, produto de maus hábitos alimentares, pode ser a causa de várias doenças, tão comuns hoje em dia como desnutrição, obesidade, doenças cardiovasculares, anemia, diabetes, distúrbios alimentares.

Organismo saudável
Energia obtida = energia gasta = estado nutricional adequado.

Gaste mais energia do que a obtida: Diluição.

Demora mais energia do desgastado: excesso de peso.

Fonte: https://www.valpopular.com/dermaroller-funciona/

Como iniciar um estilo de vida saudável (não faça dieta)

Começar a levar um estilo de vida saudável é mais do que conseguir um bom corpo; é pensar primeiro na saúde e nos benefícios que esse estilo de vida nos proporciona.

Não se trata apenas de se exercitar, comer alimentos saudáveis ​​e dormir. Devemos dar importância a certos hábitos, sabendo que eles são para a vida e não algo temporário para alcançar um objetivo específico.

O primeiro passo para começar uma vida saudável é a determinação e afirmação de querer fazê-lo. Vá mudando hábitos está dando pouco a pouco.

Vou começar com o mais básico, sem isso não poderíamos viver.

Respiração: Devemos ter tempo para respirar conscientemente pelo menos uma vez por dia.
Com apenas 10 respirações para se levantar, vamos mudar totalmente o nosso dia, e vamos nos encher de energia, você também pode fazê-lo quando se sentir estressado ou desanimado.

Alimentação Saudável: Esqueça a palavra ‘dieta’ porque você acabará abandonando algo que você não iniciou. Se custa você parar de comer, comer a cada 3 horas, no total, cerca de 5 a 6 vezes por dia, como pratos principais almoço e jantar, de modo que o estômago não processa um monte de comida, então dividir seus esforços, este Ajudará você a controlar seu apetite, reduzir a ansiedade e beneficiar sua saúde, principalmente nosso coração, estômago e cérebro.

Tome aproximadamente 3 litros de água por dia, inclua alimentos ricos em proteínas em todas as suas refeições (peixe, ovo, frango, carne, etc), coma legumes. Tente comer carboidratos única no café da manhã e almoço (arroz, batata, aveia, batata doce, massas), porque se você consumir carboidratos à noite toda essa energia, quando você vai para o sono é para ser convertido em gordura e isso não é benéfico nem para a sua saúde ou o seu corpo, consumido em pequenas quantidades boas gorduras 2 ou 3 vezes por semana (abacate ou abacate, amêndoas, nozes, salmão, azeite), cozinhar suas refeições como quiser menos frito; Evite sal e substitua-o por condimentos naturais, como alecrim e orégano.

Açúcar: o nosso corpo precisa de cerca de 25 gramas de açúcar por dia, um copo de refrigerante ou refrigerante tem de 20 a 25 gramas de açúcar, ou seja, apenas a tomar aquele copo que estamos fazendo o nosso limite no dia. E se você tomar uma garrafa, você consumiria aproximadamente 65 gramas, ou seja, o suficiente por quase 3 dias. Existem muitos alimentos e bebidas ricos em açúcar que aparecem saudáveis ​​como iogurtes, não ser enganado rótulos que dizem LUZ ou com pouca gordura, porque geralmente aqueles que têm mais açúcar. Tenha cuidado e controle o que você está dando ao seu corpo.

O exercício é importante e central para que você possa levar uma vida saudável e evitar alguns tipos de doenças, desde a gripe até problemas mais graves, como um ataque cardíaco.
Nosso corpo é feito para se mover, gastar o trabalho e ser ativo, então o exercício tem que ser um hábito. Exercite-se pelo menos 3 vezes por semana. Qualquer exercício é bom e eficaz, desde que você o faça com esforço e dedicação.

Sono: Para alcançar um corpo saudável e ter uma melhor qualidade de vida, o sono é essencial. 6 a 8 horas contínuas sem interrupções do sono profundo, será que todo o seu corpo se regenerará e se preparará para o dia seguinte.

Em resumo, vou lhe contar coisas que você pode começar a aplicar hoje para ter uma vida mais saudável.

Leia também: Cromofina funciona

-Exercite pelo menos 3 vezes por semana.
-Eu incluí exercícios cardio pelo menos uma vez por semana.
-Venha devagar e aproveite a comida.
-Evite álcool, frituras e alto teor de sódio / sal.
– Manter hidratado, tomando 2 a 3 litros de água por dia.
-Dormi das 6 às 8hrs
-Expirar exercícios durante o dia para estar com energia e estar livre de estresse.
-Não seja tão exigente e se você quiser, pode dar-se algum dia o prazer de comer o que você quer em uma das refeições do dia.
-Leia e fique positivo

Espero que você possa aplicar isso, porque na verdade você vai se sentir muito melhor levando um estilo de vida mais saudável.

Cólicas Menstruais em Adolescentes

O que são cólicas menstruais?

Muitas adolescentes têm cólicas durante seu período menstrual. Pode ocorrer:

– Cólicas durante os primeiros dois dias do período menstrual.
– Dor na parte baixa do abdome. Podendo se estender às costas e músculos.
– Cólicas similares a da menstruação.
– Náuseas ou diarréias.
– Vômito.
– Desmaios.

As cólicas são sentidas quando os músculos do útero se contraem.

Que cuidados devem ser tomados?

Use ibuprofeno (Advil, Motrin, Nuprin,etc).

O ibuprofeno é excelente para cólicas. Ajuda a passar a dor e reduz a quantidade de cólicas.

– Pode ser comprado em farmácias.
– Use comprimidos de 200mg. Tome de 2 a 3 quatro vezes ao dia.
– Tome 3 comprimidos assim que houver fluxo de sangue. Tome até mesmo no dia anterior. Não espere até que comecem as cólicas para que não precise faltar a escola, trabalho nem atividades sociais.

Leia também: Atroveran para cólica

Se o ibuprofeno não ajudar, peça a seu médico que receite um medicamento mais forte.

Procure ajuda médica imediatamente se:

– A dor piorar.
– Tiver febre sem explicação.
– Sentir-se muito mal.
– O ibuprofeno não ajudar.
– Deixar de ir a escola ou outros lugares devido a cólica.
– Tiver outras perguntas e preocupações.

Dicas caseiras para amenizar a cólica menstrual

Problema comum que atinge grande parte das mulheres, as temidas cólicas menstruais podem ser amenizadas com dicas caseiras simples

É possível amenizar as cólicas menstruais com dicas simples e caseiras.

Não é raro as mulheres reclamarem das tais cólicas menstruais. Um dos sintomas mais comuns que acompanham os ciclos menstruais, o incômodo costuma melhorar com o passar dos anos, sendo mais intenso entre as adolescentes.

Os conhecimentos populares podem dar uma grande ajuda para amenizar a cólica menstrual, com dicas simples de chás e alterações nos hábitos diários. Veja as os conselhos abaixo.

Dicas caseiras para amenizar a cólica menstrual
Um dos remédios caseiros mais indicados para a para cólica menstrual é o chá de orégano ou de folhas de mangueira.

Chá de orégano
Ingredientes
2 colheres (de chá) de orégano
1 xícara de água

Modo de preparo: Ferva a água e em seguida coloque o orégano. Tampe o recipiente por 5 minutos e deixe descansar. O mais indicado é beber o chá entre 2 e 3 vezes ao dia, de preferência sem ser adoçado. Seu efeito se dá pelo fato de possuir uma ação diurética e sudorífera, o que contribui para eliminar as toxinas do organismo. Além das cólicas menstruais, o chá de orégano ajuda também em casos de dores de cabeça.

Chá de folhas de mangueira
Ingredientes
20 gramas de folhas de mangueira
1 litro de água fervente

Modo de preparo: Coloque as folhas de mangueira em água fervente e deixe por 5 minutos, desligando o fogo em seguida. Após desligar, espere amornar e coe, adoçando em seguida com uma colher de chá de mel de abelhas (para cada xícara) quando for beber. É indicado tomar o chá de folhas de mangueira 4 vezes por dia e sua eficácia se dá devido as suas propriedades antiespasmódicas.

Outras dicas
É importante lembrar também que os chás de camomila ou de menta, quando tomados quentes, ajudam a aliviar a dor gerada pela cólica menstrual, além dar a sensação de relaxamento.

Leia também: remédio para Cólica menstrual

“Ter uma alimentação mais equilibrada pode também contribuir muito para reduzir a intensidade ou mesmo eliminar as cólicas, uma vez que o corpo passará a funcionar melhor”, destaca a nutricionista Cristina Santos.

A especialista afirma que para isso é importante reduzir drasticamente a ingestão de gorduras, cortando do cardápio as frituras, manteigas e carnes gordurosas. Elas são responsáveis diretas pela elevação dos níveis de estrógeno, o que por sua vez leva às temidas cólicas.

A ingestão de fibras também possui sua importância, uma vez que a substância presente nos cereais integrais, frutas e verduras favorecem a eliminação do excesso de estrógeno, que é um hormônio que leva ao espessamento do útero e causa contrações musculares para saída do sangue menstrual.

O motivo pode ser outro
Por mais que pareça normal, ter cólicas menstruais com alta intensidade e com certa frequência pode indicar a presença de outras doenças, entre elas a endometriose. Segundo informações da Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE), cerca de 176 milhões de mulheres em todo o mundo sofrem com a endometriose, muitas delas sem mesmo ter conhecimento.

Trata-se de uma doença que surge devido ao crescimento do endométrio (tecido que reveste a parede uterina e que envolve o embrião) fora do útero. Esse desenvolvimento anormal causa inflamação, podendo causar cólicas menstruais, alterações urinarias e intestinais durante a menstruação, dores nas relações sexuais e até infertilidade.

Apesar de ter sintomas tão comuns, o diagnóstico da doença não é tão simples, conforme explica a ginecologista e obstetra, Dra. Ana Lucia Beltrame, “É preciso uma atenção especial ao cuidado com a mulher. Ela pode viver anos com o desconforto sem ao menos saber que tem a doença e isso pode ter consequências graves, como a dificuldade para engravidar. O diagnóstico requer prática e habilidade do especialista, além de exames de imagem como ultrassom transvaginal com preparo intestinal”, alerta.

5 regras para ter uma vida saudável: é mais simples do que parece!

Você já teve a sensação de que ser saudável é complicado demais? São tantas dicas, conselhos e pesquisas que até fica difícil saber no que acreditar, não é? Mas eu tenho uma ótima notícia para você: ser saudável não precisa, de maneira nenhuma, ser complicado.

Se você pensar bem, as pessoas eram muito mais saudáveis no passado, quando não haviam tantas dietas e produtos “de saúde”. E o que mudou desde então? Nada! Nossa genética ainda é a mesma, então, o que funcionava anos atrás também pode funcionar agora.

Quer ver como ficar saudável pode ser muito mais fácil do que parece? Confira 5 regras para ter uma vida saudável:

1.Não coloque coisas tóxicas em seu corpo

Você com certeza sabe que há muitas coisas no ambiente que são absolutamente tóxicos para os nossos corpos. E, considerando a natureza viciante de algumas delas, as pessoas muitas vezes têm uma dificuldade realmente grande em evitá-las.

Isso inclui os vilões habituais, como cigarro, álcool e drogas abusivas. Se você tem um problema com eles, dieta e exercício se transformam na menor das suas preocupações. O álcool pode até ser bom (com moderação, claro!) para aqueles que podem tolerá-lo, mas o tabaco e as drogas abusivas são ruins para todos.

Mas o que é muito mais comum hoje é comer alimentos pouco saudáveis e que geram várias doenças. Se você quiser ganhar uma ótima saúde, não tem outra saída: você precisa diminuir o consumo desses alimentos.

Provavelmente, a mudança, mais eficaz que você pode fazer para melhorar a sua dieta é cortar os alimentos embalados e processados. E não tenha dúvida: isso pode ser realmente difícil, porque muitos desses alimentos são alterados pelos chamados engenheiros de alimentos para torná-los tão viciantes quanto possível.

Quanto ingredientes específicos são, de longe os piores. A lista inclui sacarose e xarope de milho. Ambos podem causar estragos em seu metabolismo quando consumidos em excesso – embora algumas pessoas possam tolerá-los em quantidades moderadas.

No final das contas, o melhor a fazer é evitar todas as gorduras que necessitam de produtos químicos e fábricas para serem produzidos. Isso inclui as gorduras trans artificiais, óleos refinados e óleos vegetais, como os de soja, milho e girassol.

Confira também Por que pão é ruim para você: uma verdade surpreendente

2. Levante coisas e se movimente

Se você quer ter uma ótima saúde, não pode abrir mão de usar os seus músculos. E não estamos falando apenas de ter um tanquinho ou veias saltando do seu bíceps! A verdade é que exercitar-se e levantar pesos vai muito além de uma boa aparência.

Claro, melhorar o visual e ficar mais atraente é um bônus e tanto. Mas isso é só a cereja do bolo: o exercício também é crucial para o seu corpo, cérebro e hormônios funcionarem melhor.

Levantar pesos, por exemplo, reduz o açúcar no sangue e os níveis de insulina, melhora o colesterol e reduz os triglicerídeos. Além disso, aumenta seus níveis de testosterona e hormônio de crescimento, ambos associados com a melhoria do bem-estar.

Quer mais? Levantar pesos (e outras formas de exercício) pode ajudar a reduzir a depressão e os riscos de todos os tipos de doenças crônicas, incluindo a obesidade, diabetes tipo II, doenças cardiovasculares, Alzheimer e muitos mais.

Finalmente, o exercício também pode ajudar a perder gordura, especialmente se for combinado com uma dieta saudável. Não só porque ele queima calorias, mas porque melhora o seu estado hormonal e função global do seu corpo.

E o melhor de tudo é que você não precisa se matricular em uma academia para se exercitar: você pode ficar em forma treinando na sua própria casa. Também é importante fazer alguma atividade ao ar livre, especialmente se você puder tomar um banho de sol nesse momento e aproveitar uma fonte natural de vitamina D. Andar a pé é uma boa escolha, por mais que seja um exercício subestimado. O segredo é escolher algo que você goste e possa fazer a longa prazo.

E atenção: para quem está completamente fora de forma ou tem algum problema de saúde, o melhor é falar com um médico ou profissional de saúde qualificado antes de iniciar um novo programa de treinamento.

3. Durma profundamente

O sono é muito importante para a saúde de maneira geral, e estudos mostram que a privação de sono está correlacionada com muitas doenças, incluindo a obesidade e doença cardíaca. Por isso, é extremamente recomendável dedicar o tempo adequado para ter um sono bom, de qualidade.

Se você não consegue dormir direito, por algum motivo, então consulte um médico. Os distúrbios do sono, como apneia do sono e outros, são muito comuns e, em muitos casos, facilmente tratáveis.

De qualquer forma, existem algumas coisas que você pode fazer por conta própria para melhorar seu sono, como não beber café no final do dia; ir para a cama e acordar na mesma hora todos os dias; dormir na escuridão completa e diminuir as luzes da casa algumas horas antes de se deitar.

4. Evite o excesso de estresse

Os passos acima já são boa parte do caminho para uma vida saudável, mas não são suficientes. A verdade é que nada disso adianta se você não estiver atento à maneira como pensa e se sente. Se você se sente estressado o tempo inteiro, é melhor parar e rever sua rotina.

O excesso de estresse pode aumentar os níveis de cortisol e causar efeitos prejudiciais graves no metabolismo. Ele pode inclusive aumentar a gordura na região abdominal e os riscos de todos os tipos de doenças. Acredita-se também que o estresse é um contribuinte significativo para a depressão.

Leia também: emagrecimento

Caso você sofra desse mal, é hora de parar e fazer de tudo para se estressar menos. Tente simplificar a sua vida e aposte em exercícios, técnicas de respiração profunda ou até mesmo meditação.

Se você simplesmente não consegue lidar com os pesos da vida diária sem ficar estressado demais, que tal ver um psicólogo? Há muitas maneiras de aprender a lidar com o estresse. Não só vai superar o estresse torná-lo mais saudável, mas também irá melhorar a sua vida de outras maneiras. Afinal, ninguém quer passar a vida preocupado e ansioso, sem conseguir relaxar, não é?

5. Dê ao seu corpo alimentos de verdade

Sabe qual é a maneira mais simples e eficaz de ter uma dieta saudável? Concentrar-se apenas em alimentos reais. Isso significa escolher alimentos integrais, não processados, ​​que lembram sua aparência na natureza.

É muito melhor comer uma combinação de animais e plantas: carne, peixe, ovos, legumes, frutas, nozes, sementes, bem como gorduras saudáveis​​, óleos e produtos lácteos ricos em gordura.

Se você é saudável, magro e ativa, não há problema nenhum em comer carboidratos não refinados e integrais. Isso inclui batata, batata doce, legumes e grãos que não contêm glúten, como aveia e arroz.

Por outro lado, se você está acima do peso ou obeso ou começou a sofrer de problemas metabólicos, como diabetes ou síndrome metabólica, cortar as principais fontes de carboidratos é o caminho ideal para ter melhorias dramáticas. Muitas pessoas perdem uma grande quantidade de peso simplesmente eliminando os carboidratos, porque, inconscientemente, passam a comer menos.

Então, faça um esforço para optar por alimentos integrais, não- processados, em vez de alimentos que parecem ter sido produzidos em uma fábrica.

Viu só? Ter uma vida saudável é muito mais simples do que a gente pensa. E você, já aplica essas regras na sua vida? O que precisa melhorar? Conte para nós!